segunda-feira, 27 de julho de 2009

MARROMEU











Esta semana fizemos a tão esperada viagem para Marromeu. Um distrito de Sofala, onde foi realizada a conferência da Igreja Batista Renovada de Moçambique. Foi uma experiência única e sem dúvidas inesquecível para todos nós. Por isso vou escrever detalhadamente sobre cada dia, para que vocês blogueiros possam sentir um pouquinho dessa grande aventura.


Começamos a viagem no dia 22, em uma quarta-feira. Estávamos preparados para sair as cinco da manhã, mas de forma inexplicável, a gasolina de toda a cidade se esgotou, e por isso tivemos que buscar em uma cidade vizinha o que acabou atrasando um pouco nossa saída. Mas isso não foi o mais difícil, pois o mais complicado foi colocar mais de vinte pessoas e muita bagagem em um chapa (van) com capacidade para quinze pessoas apenas. Fomos apertando, apertando, e quando eu pensava que não caberia mais ninguém, eles ainda davam um jeitinho de entrar mais um. Foi engraçado, mas nada confortável...kkk
A viagem foi longa, com poucas paradas para pelo menos nos esticarmos às vezes. Pelo caminho, não havia restaurantes, lanchonetes, nada disso que os brasileiros estão acostumados na estrada, mas havia apenas vendedores ambulantes, que vendiam bananas, ovos cozidos, pães, e refrigerante. Sem falar na casa de banho (banheiro), que era apenas um cercadinho de palha e as necessidades eram feitas na própria terra.
Mas a viagem começou a se estender e quando percebemos já era noite. Éramos em três carros, mas justamente no momento que entramos em uma estrada de areia, nos perdemos de um deles. Continuamos pela estrada com a esperança de estarmos no caminho certo, mas como o carro estava muito pesado por estar suportando mais de vinte pessoas e todas as malas, acabamos atolando na areia, e nos perdemos do outro carro também que seguiu a viagem sem perceber que estávamos atolados.
Depois de termos todos descido do carro, afim de aliviar o peso, fiquei sabendo que aquela era uma região próxima de uma reserva e portanto com muitos leões. Ahhh, aquilo me aliviou muito, sabe. Saber que estava com o carro atolado, no meio do mato, sem nenhuma luz por perto e sabendo que pessoas já tinham sido atacadas por leões naquele trecho....muito aliviante..kkkk...
Mas nada nos aconteceu!!!! Graças a Deus conseguimos voltar para a estrada asfaltada e continuar a viagem por outro caminho. Depois de quase quinze horas de viagem chegamos a Marromeu uma pequena cidadezinha.
E o que mais me chamou a atenção nisso tudo foi a gratidão do povo moçambicano, pois em todo momento, mesmo apertados, com fome, frio, eles só cantavam e brincavam com a situação, mas nunca reclamavam de nada.
Chegamos bem tarde, e logo fomos encaminhados para a casa que iríamos ficar hospedados. Ficamos em uma pequena casa de pedra e cimento, mas muito confortável, tirando o frio que estávamos sentindo aqueles dias. Tivemos que nos habituar com a falta de energia elétrica, e as casas de banho (banheiros) de palha. Até tomar banho era diferente, pois era o famoso “banho de canequinha” atrás da casa.
Nos dias seguintes tivemos cultos muito alegres que duravam cerca de quatro ou cinco horas, com grupos corais, danças, pregação e momentos de oração.Tenho certeza que se fossem cultos para brasileiros estariam todos incomodados com a demora e com o frio...mas o povo moçambicano curtia cada momento e só saíam de seus lugares para dançar.
Fiquei surpresa ao saber que a maioria dos pastores das igrejas desta região foram discípulos diretos da Valnice Milhomens, a primeira missionária que esteve trabalhando em Moçambique e inclusive foi a única missionária a permanecer no país nos tempos da guerra, há anos atrás.
Aqui as comidas eram bem típicas. No mata bicho (café da manhã) comemos pães com maçamba (verduras) e mandioca com manteiga e chá. No almoço e jantar comíamos arroz, carne de cabrito, xima (creme feito com farinha de milho), feijão com coco, creme de couve com amendoim e outras coisas.
Em um dos dias tivemos a oportunidade de conhecer a Vila de Marromeu, que há anos atrás foi muito próspera pela produção de açúcar iniciada pelos portugueses. Até hoje encontramos também vestígios da guerra que ocorreu lá pelos tanques de guerra e aviões abandonados.
Outra coisa é o famoso Rio Zambeze, que passa por lá. Em um dos dias acordamos bem cedo para conhecer o dia a dia das mulheres que moram nesta região e todos os dias pela manhã vão ao rio para se banhar, lavar roupas e panelas. Fomos para ajudar a lavar as panelas, mas não resistimos e acabamos tomando banho ali mesmo, para evitar o banho de canequinha. Mas nem imaginávamos que aquele rio é famoso pelos muitos crocodilos, e que inclusive há alguns meses atrás a esposa de um pastor e seu filhinho haviam sido mortos por um destes crocodilos. Que perigo...kkk
No último dia da conferência eu levei uma palavra aos jovens, sobre “Jovens com iniciativa e criatividade”. Foi uma experiência ótima, fiz algumas dinâmicas e conversamos sobre Davi, um jovem que ao ansiar ser Rei teve iniciativa e atitudes ousadas, que o levaram a chegar ao trono.
Mas os dias passaram muito rápido, e logo chegamos no domingo. Para conhecer um outro lado da viagem resolvi voltar de comboio (trem). Para pegar um bom lugar tivemos que chegar as cinco da manhã, e mesmo assim eu quase fui esmagada pela multidão que tentava entrar ao mesmo tempo. O comboio só foi começar a andar depois de cinco horas parados, esperando. Já começamos bem né...kkk
Mas enfim, depois de começar a viagem foi só palhaçada. Era galo cantando, gente trocando fralda de bebê do meu lado, criança brigando, e tudo mais que vocês possam imaginar.

Adorei cada momento desta viagem, e amei conhecer pessoas tão especiais!!!

Beijo pra todos e até a próxima...

7 comentários:

  1. Olá Bruna...Paz

    Esse final de semana conheci seus pais...estive ali em Campos fazendo Evangelismo e Compaixão....estivemos em 50 horas de adoração no Ministério que seu Pai cuida...foi tremendo....conheci um lugar muito bom tbm onde tem muito chocolate vc deve saber do que estou falando..rsrsr
    Cheguei na chocolateria da sua mãe e converssando com ela ela me perguntou se eu era o Pedro que havia te escrito um comentário...fiquei com vergonha..srsrs....o pior que só me dei conta que estava na igreja a qual o Pastor era o seu pai na hora que vi o mural.....rsrsrs
    Olha quero dizer que suas histórias tem me edificado e alimentado cada vez mais o meu sonho de ir a Africa,,,,saber que vc deixou todas as coisas pra fazer a vontade do Pai.

    Grande abraço Deus te abençoe nas missões...

    Nunca Houve Noite que Pudesse Impedir o Nascer do Sol e a Esperança e Não há Problemas que possa Impedir as Mãos de Jesus pra Te Ajudar..

    Bjs...Pedro Antunes

    se vc tem msn ou orkut me adcione...pedrinho_neto36@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Um dia uma profeta americana veio até a nossa igreja e nos disse por tres vezes que você era forte . Na hora eu nâo entendi muito o que Deus estava querendo dizer através daquela mulher de Deus . Hoje lendo o seu blog e olhando as fotos entendo que realmente Deus te capacitou com uma força sobrenatural dos céus para este trabalho . Muitos são chamados ,mas ,poucos são os escolhidos . O Senhor é a nossa força ,e somente Ele pode capacitar e fortalecer para a obra que um dia nos confiou !!!! Você é muito amada por nós . TE AMAMOS MUITO .

    ResponderExcluir
  3. A PAZ DO SENHOR MINHA AMADA....
    O SENHOR JESUS TEM USADO MUITO SUA VIDA
    PARA EDIFICAR A MINHA.....
    ESTAMOS ORANDO SEM CESSAR PELO SEU MINISTERIO.
    E O PAI PROCURA ADORADORES QUE O ADOREM EM
    ESPIRITO E EM VERDADE.....
    CONTINUE MISSIONARIA,O SENHOR E CONTIGO.
    MESMO SEM CONHECE-LA PESSOALMENTE EU JA
    TE AMO EM CRISTO.
    SABE PORQUE???ELE NOS AJUDA A CARREGAR A CRUZ.
    ABRAÇOS.FICA NA PAZ DO SENHOR JESUS.


    NOS AJUDA A CARREGAR A CRUZ.

    ResponderExcluir
  4. Oi Bruna...
    Vim aki para te parabenizar pelo trabalho q está fazendo aí...e dizer q leio teu blog toda semana...e a cada história tenho mais orgulho de ti...
    Parabens mais uma vez....
    Bju
    Nathália (Tatá)

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Bruna é realmente marcante suas experiências neste lugar, fico sem palavras ... lindo,lindo lindo!!
    Deus está agindo através de vc para marcar esta nação!
    um grande abraço
    Daniela klein (irmã da michelle sp)

    ResponderExcluir
  7. Bruna é realmente impactante cada expêriencia sua neste lugar...saber destas obras é como ver atravéz dos seus olhos a Africa e como é lindo ..lindo lindo ..emocionante e real ! Deus está levantando vc para marcar a vida dessas pessoas..assim como Valnice M.
    que Deus continue de abençõando um grande abraço Daniela klein
    (irma da cozinheira rsrs michlle/SP)

    ResponderExcluir